Ciro diz que Bolsonaro é “picareta de 5ª categoria” e que Lula “se corrompeu no espírito”

por Naief Queiroz

Em entrevista ao site Metrópoles publicada nesta quarta-feira 24/VI, o ex-governador do Ceará Ciro Gomes (PDT) criticou a postura de Lula. Segundo ele, Lula é o homem que mais conhece o Brasil, mas, após a perda do poder, teria cedido ao “ódio” e corrompido a sua própria alma. “Ele se corrompeu de alma. Ele perdeu a noção do nacional, do popular e, com o projeto de poder dele e do grupinho dele em cima de qualquer valor, é muito motivado pelo ódio, pelo fígado”, afirmou.

Mas Ciro fez questão de deixar claro que não coloca Lula e Jair Bolsonaro na mesma categoria e criticou movimentos que tentam criar uma falsa equivalência entre eles. “Há uma injustiça e uma confusão nisso daí. Não é possível comparar um picareta de quinta categoria como o Bolsonaro, um corrupto, um cara que não tem empatia, um cara que não dá uma palavra de luto de condolência a 51 mil compatriotas que morreram, com o Lula, que deu a vida inteira a valores que são outros”, defendeu Ciro.

“Uma coisa é o Lula, outra é o Bolsonaro. Bolsonaro está na categoria bandido para mim. O Lula está na categoria de uma pessoa que se corrompeu no espírito”, completou.

Questionado sobre como reagiria se estivesse à frente do governo, Ciro disse que teria decretado um lockdown severo desde o primeiro momento e abriria linhas de crédito e pagamentos via cartão de débito – “para evitar aglomerações” – a quem perdesse o emprego. 

“O Brasil está destruindo entre 1 milhão e 1,5 milhão de empregos por mês”, destacou. “Eu, que estou aqui embaixo, vejo que o dinheiro não chegou por absoluta incompetência do governo do senhor Jair Messias Bolsonaro. E, para não faltar nada, Bolsonaro introduziu nessa gravíssima crise econômica, sem precedentes, e de saúde, uma crise politica”, disparou Ciro.

Leia também