Ciro: “estão chegando perto da família do Bolsonaro e do banditismo que ele liderou a vida toda”

por Naief Queiroz

Em transmissão ao vivo nas redes sociais com o prefeito de Sobral, Ivo Gomes, o ex-ministro e ex-governador do Ceará Ciro Gomes voltou a falar sobre o fracasso de Jair Bolsonaro no enfrentamento ao coronavírus. “Essa é uma batalha cuja responsabilidade é do Bolsonaro. As evidências estão dadas. O Brasil poderá ver 120 mil famílias testemunhando seus parentes mortos por conta da irresponsabilidade de Jair Messias Bolsonaro”, disparou Ciro.

Ele também falou sobre o fechamento do cerco contra a família Bolsonaro. “Estão chegando perto da família do Bolsonaro e do banditismo que ele liderou a vida inteira. Em menos de 6 meses, Bolsonaro vai receber as denúncias do Ministério Público do Rio de Janeiro, onde ficarão absolutamente evidenciados não só a roubalheira de dinheiro púbico, como as conexões com as milícias”.

Para Ciro, “Bolsonaro está em pânico e quer criar uma crise política e fazer o golpe. Mas a condição objetiva para fazer o golpe internamente não existe e a condição internacional também não é dada”. Diante disso, “a democracia brasileira precisa usar a ferramenta que dispõe (impeachment) para punir os crimes de responsabilidade que Bolsonaro flagrantemente tem cometido. Se não acontecer, a democracia pode ser surpreendida com coisas que a gente talvez não seja capaz de enfrentar”.

Leia também