Estudante baleada em Iranduba não resiste e morre no SPA

por Naief Queiroz

A estudante Rayssa Rodrigues de Azevedo, 21, acabou não resistindo e morreu na madrugada deste domingo (31), no Serviço de Pronto Atendimento (SPA) Juventina Dias, onde a vítima estava internada. Rayssa foi atingida com pelo menos 5 tiros, na noite de sábado, em Iranduba.

Ela foi abordada por dois homens que chegaram em uma moto e atiraram à queima-roupa. Dois disparos atingiram a cabeça.

Estudante baleada

A estudante foi socorrida e levada para SPA, mas não resistiu aos ferimentos. A polícia investiga a motivação para o crime. Testemunhas informaram que Rayssa estaria jurada de morte por uma traficante do município, conhecida como Jessica. A motivação das ameaças seriam ciúmes.

Familiares informaram que a vítima não tinha envolvimento com tráfico ou crime. Um inquérito policial foi instaurado no 31º Distrito Integrado de Polícia (DIP).

Leia também