Um dos hackers que atacou Bolsonaro é menor de idade

por Naief Queiroz

A Operação Capture the Flag, deflagrada pela Polícia Federal, na manhã desta sexta-feira (26), cumpriu mandados de busca e apreensão contra os criminosos responsáveis por vazar dados do presidente Jair Bolsonaro e de outras 200 mil pessoas. Durante uma coletiva de imprensa, a PF divulgou que os hackers suspeitos pelos ataques têm entre 17 e 19 anos de idade.

A organização teria invadido sistemas de universidades federais, prefeituras e câmaras de vereadores municipais nos estados do Rio de Janeiro, Paraná, Goiás e Rio Grande do Sul, de um governo estadual e diversos outros órgãos públicos. As buscas ocorreram no Rio Grande do Sul, que teve mais de 90 instituições invadidas, e no Ceará.

– Esse pessoal se acha inatingível. Pensam que nunca serão descobertos. A gente vê a cara dos pais, de espanto, que não têm nenhum controle sobre o que os filhos estão fazendo no computador. O que a gente pode dizer é que tem dois menores, de 17 anos, e um maior, de 19 – explicou o superintendente regional da PF no Rio Grande do Sul, delegado José Antonio Dornelles de Oliveira.

Leia também