Influencer põe ‘mulher mais solitária do mundo’ sob risco de contrair coronavírus

por Naief Queiroz

Uma mulher de 76, chamada de “a ermitã mais solitária do mundo”, está sob risco de contrair coronavírus após receber a visita de uma influencer que voou de helicóptero até o local remoto em que ela vive só “para abraçá-la”.

Agafya Lykova vive como uma camponesa do século XVIII em uma região isolada da Sibéria (Rússia) até então com mínimo contato com humanos.

Arina Shumakova, que tem um conhecido blog sobre viagens na Rússia, está sendo acusada de ignorar medidas de segurança – não usava máscara, por exemplo – e por ter viajado sem autorização para o local onde vive Agafya, que é protegido por autoridades locais, contou o “Sun”.

A idosa é a última sobrevivente de uma família que fugiu para uma floresta em 1936 a fim de escapar da perseguição religiosa do regime de Josef Stalin. Agafya nasceu na mata.

Agafya Lykova
Agafya Lykova Foto: Reprodução

A família se manteve escondida por 40 anos até que geólogos descobriram a sua localização durante mapeamento aéreo.

Desde então, especialistas acompanham o estado de saúde de Agafya, temendo que qualquer contato com a civilização lhe traga sérios problemas de saúde.

Arina Shumakova

Leia também