Mãe é presa por obrigar a filha de 9 anos a manter relações íntimas com ela e o marido

por Naief Queiroz

A criança de nove anos, por medo de acontecer a mesma coisa com a irmã de 2 anos, decidiu contar tudo para a tia.

Um caso foi divulgado pela Polícia Civil, onde relatam que uma criança de 9 anos estava sendo abusada dentro de casa, o suspeito é o padrasto ele é surdo, a mãe da criança também é surda, ela forçava a criança a ter um relacionamento com eles.

Em certo momento a criança já desesperada com toda aquela situação, enviou uma mensagem para a tia pedindo socorro, ela contou tudo que estava acontecendo com ela, a policiar iniciou uma investigação após o áudio ser enviado pela menina, ela vive com o pai que também é surdo, mas ficava alguns dias com a mãe, que tem uma outra filha de 2 anos.

A criança de nove anos, por medo de acontecer a mesma coisa com a irmã de 2 anos, decidiu contar tudo para tia e pedir ajuda, no áudio ela diz para tia não ter nojo dela e conta tudo que estava acontecendo.

A delegada que investiga o caso, informou que a mãe negou tudo e culpa os familiares da menina de 9 anos, os policiais levaram intérpretes de libra para conversarem com o casal, de acordo com a polícia a mãe forçava a criança a ter relações com eles.

Os policiais relataram que essa conversa por meio de libras foi bem difícil, porque eles fazem uma pergunta o intérprete perguntava e quando eles respondiam o intérprete explicava para os policiais, o padrasto achava que era muito normal o que faziam com a menina, para ele não havia crime.

Na casa foram apreendidos materiais pornográficos e várias fotos da menina de dois anos tomando banho, o Conselho Tutelar está acompanhando o caso e psicólogos então conversando com a menina de 9 anos.

Segundo a criança, a mãe falava para ela que se ela contasse alguma coisa a deixaria de amar, a menina está recebendo atendimento psicológico. Especialistas dizem que os familiares precisam observar mudanças no comportamento da criança, a primeira fase sempre é a negação. O casal foi encaminhado para o sistema prisional e responderá pelos crimes de lascívia, que pode ser agravado por ser a mãe e o padrasto envolvidos no crime.

Leia também