Bolsonaro nega indenização de R$ 50 mil aos profissionais de saúde incapacitados pela covid-19

por Naief Queiroz

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) vetou de maneira integral o projeto de lei que previa o pagamento indenizatório de R$ 50 mil para os trabalhadores da saúde incapacitados pela covid-19. O veto consta na edição desta terça-feira, no Diário Oficial da União (DOU).Na visão do presidente, o veto foi realizado por conta do projeto ser contrário ao interesse público e também por inconstitucionalidade. Isso porque prevê “benefício indenizatório para agentes públicos e criando despesa continuada em período de calamidade no qual tais medidas estão vedadas”.

O veto será analisado pelo Congresso, que vai decidir se mantém ou o derruba. O projeto já havia sido analisado pela Câmara dos Deputados e aprovado no dia 14 de julho, após mudanças feitas no Senado.

Teriam direito à indenização profissionais que se infectaram com o novo coronavírus e ficaram permanentemente incapacitados, após atuar na linha de frente para combater a pandemia.

Leia também