Completando 35 anos, ‘Criança esperança’ reúne estrelas em apresentações a distância

por Naief Queiroz

É hora de fazer o bem, mas de um jeitinho diferente. Completando 35 anos, o “Criança esperança”, assim como outras atrações, teve que se reinventar este ano por conta da pandemia do novo coronavírus. Desta vez, as participações foram produzidas remotamente e o foco está na doação feita por empresas e não através do tradicional 0500 com pessoas físicas. O programa vai ao ar hoje após “A força do querer”, comandado, ao vivo, dos Estúdios Globo por Fátima Bernardes, Luis Roberto, Tiago Leifert, Jessica Ellen, Luciano Huck e Maju Coutinho.

Contratada pela Globo no início deste ano, Larissa Manoela estreia na emissora no projeto. A atriz vai homenagear os profissionais que estão na linha de frente do combate ao coronavírus e os trabalhadores essenciais, que continuaram na ativa durante a quarentena. Como a maioria dos artistas, a jovem gravou sua participação previamente. No caso dela, foi de casa, mas outras estrelas deram sua contribuição à atração dos Estúdios Globo do Rio e de São Paulo e também de outras locações.

— Este tem sido um ano difícil, em que as desigualdades ficaram ainda maiores, de muitas incertezas, medos e perdas. Esperança é o sentimento que faz com que a gente não desista, faz com que a gente levante todo dia à espera de um futuro melhor. Esta é a primeira vez que faço o programa e sei que é um momento fora do comum. — espera Larissa.

Larissa Manoela foi contratada pela Globo e estreia no
Larissa Manoela foi contratada pela Globo e estreia no “Criança esperança” Foto: Gabi Motta/divulgação

Com o tema “Doe esperança”, a campanha incentivou o público a compartilhar vídeos inspiradores de até 15 segundos pelo site do programa, que serão exibidos ao longo da atração, entre um número musical e outro. Iza, por exemplo, fará com Alcione uma homenagem à força da mulher brasileira, com a participação de Ana Maria Braga.

— É um presente poder realizar algo tão incrível num momento tão complicado. Ainda estou matando a saudade dos palcos, de poder cantar na presença de músicos, era algo que eu não fazia há tempos. Estou muito feliz, principalmente, por me apresentar “ao lado” da nossa diva Alcione. Espero muito que todo mundo goste do nosso dueto — diz Iza.

O show também terá a dupla Zé Neto e Cristiano e o cantor Dilsinho protagonizando uma batalha de hits, cantando clássicos do sertanejo e do samba. Inovando, a baiana Ivete Sangalo gravou um número que conta com um recurso de rotoscopia, no qual entra dentro da TV para cantar “Não quero dinheiro” com Tim Maia. A cantora Ludmilla também participa do “Criança esperança” ao lado de Luan Santana logo na abertura da 35ª edição.

— Essa pandemia mudou tudo, né? Está nos ensinando muitas coisas, inclusive novas formas de trabalhar — comemora a funkeira.

Ludmilla canta com Luan Santana no
Ludmilla canta com Luan Santana no “Criança esperança” Foto: Rafael Alves/divulgação

O programa conta ainda com a participação especial de Pedro Bial e Serginho Groisman. Bial conversará virtualmente com pessoas envolvidas na campanha, para contar a história de superação de alguns beneficiados. No único musical ao vivo da noite, Chitãozinho e Xororó interpretam com a Família Lima “É preciso saber viver”. Xande de Pilares é o último a dar o ar da graça num show de encerramento. Além dos artistas já citados, Sandy e Péricles vão fazer uma apresentação ecumênica com representantes de diferentes religiões.

— É época de se reinventar e aproveitar para dar valor a tudo o que não percebíamos por causa da falta de tempo. Espero um espetáculo emoçionante, mas acima de tudo, desejo ver mais uma vez a solidariedade do telespectador — diz Péricles.

Leia também