Homofobia: Rapaz de mãos dadas com namorado incomoda vizinho, que pede respeito

por Naief Queiroz

Em Santa Catarina, um rapaz recebeu um bilhete após ser visto andando de mãos dadas com o namorado . No recado, um vizinho pedia por “respeito” e argumentava que o condomínio é um “local de família”. As informações são do UOL .

O caso ocorreu em Joinville, no dia 11 de agosto. O maquiador Felipe Alves, de 26 anos, conta que o bilhete foi deixado debaixo da porta do seu apartamento e não possuía assinatura.

“Olá vizinho. O Condomínio Piratuba é um local de família . Respeitamos todas as pessoas e não nos importamos com o que cada um faz dentro de sua casa. Mas essa semana eu tive que explicar pro meu filho pequeno o porquê de dois homens de mãos dadas andando pelo estacionamento. Respeito por favor”, escreveu o vizinho no bilhete.

Alves diz que ficou indignado. “A gente não estava fazendo nada de errado, só estávamos de mãos dadas “, afirmou. 

“A gente demorou bastante tempo para ter a liberdade para andar de mãos juntas. Fiquei com receio que ele não quisesse mais”, comentou Alves ao explicar que demorou quatro dias para contar o episódio ao namorado.

“Em quinze anos, é pela primeira vez que tivemos um caso de homofobia . Informamos aos moradores que orientamos o Felipe a fazer um boletim de ocorrência, pois caso o autor seja identificado, ele possa acionar o autor pelo crime que cometeu. Também pedimos que mantenham a habitual cordialidade e respeito que sempre imperou entre os moradores. Este caso realmente foi muito infeliz para o condomínio”, declarou o síndico Charles Scheel.

Alves registrou um boletim de ocorrência online na Polícia Civil.

Leia também