Rifa de programa sexual bomba na web e vira alvo de investigação da polícia

por Naief Queiroz

A comercialização de uma rifa, cujo prêmio seria um programa sexual com duas acompanhantes em um motel, virou alvo da polícia. O caso aconteceu em Jataúba, no norte de Minas Gerais.

O valor de cada bilhete era de R$ 20, e segundo a polícia, foram vendidas cerca de 700 rifas. O sorteio iria acontecer no dia 14 de outubro, mas após o caso vitalizar na internet, foi aberto um inquérito para apurar o caso.

Para o Estado de Minas, a delegada Gessiane Soares Cangussu, da Delegacia de Crimes contra a Mulher, afirmou que a prostituição em si não seria o crime, mas sim, o favorecimento à prostituição.

Gessiane contou que já ouviu as declarações de uma blogueira da cidade, que teria divulgado em seu perfil sobre a rifa, e afirmou que ganhou R$ 500 para a publicação. Um homem apontado como o idealizador também foi intimado, e afirmou que as pessoas que estavam vendendo as rifas, iriam doar todo valor para uma instituição de crianças carentes.

O caso segue em investigação.

Leia também