Vivendo nos EUA, Weintraub tem 30 dias para devolver apartamento funcional

por Naief Queiroz

Diário Oficial da União (DOU) publicou nesta segunda-feira (21/9) a portaria que, finalmente, revoga a concessão de apartamento funcional para o ex-ministro da Educação Abraham Weintraub. Isso depois de 3 meses da exoneração do ex-auxiliar do presidente Jair Bolsonaro (sem partido). Ele agora tem 30 dias para devolver o imóvel.https://tpc.googlesyndication.com/safeframe/1-0-37/html/container.html

Veja:

Weintraub está nos Estados Unidos, exercendo cargo na diretoria no Banco Mundial, por indicação do governo brasileiro.

O ex-ministro saiu correndo do Brasil depois que pediu demissão do cargo, em 18 de junho. No entanto, até a portaria desta segunda, seu nome ainda constava da lista de usuários de apartamentos funcionais pertencentes à Presidência da República.

Localizado no Bloco A da 304 norte, o imóvel foi ocupado por ele em 22 de julho de 2019, como consta em publicação do Diário Oficial da União. Agora, atualmente morando fora do país, a revogação ainda não aconteceu oficialmente.

O Banco Mundial tem sede em Washington, capital dos EUA. Weintraub, que deixou o Brasil alegando que corria riscos, não dá detalhes sobre onde está vivendo na América do Norte.

Passaporte dimplomático

À época da exoneração de Weintraub, a Secretaria Geral do Governo afirmou, em nota, que o ex-ministro teria prazo de 30 dias corridos, contados da data em que revogação do direito de uso, para entregar o apartamento.

“Nesse contexto, como a exoneração do ex-ministro ocorreu em 20 de junho de 2020, somente a partir de 20 de julho de 2020 poderá ser publicada a revogação da outorga”, afirmou.

Weintraub voou para Miami em 19 de junho, usou passaporte diplomático e visto especial. Duas horas após ele desembarcar nos Estados Unidos, o Diário Oficial da União (DOU) publicou a exoneração dele do cargo.

Leia também