Deputados do ‘5%’ podem ser alvo da Polícia Federal

por Naief Queiroz

Existe um ditado muito antigo: “onde há fumaça, há fogo!”. Essa expressão é utilizada pra dizer que, onde há rumores, é porque alguma coisa sobre determinado assunto é verdadeiro. Se existe algum sinal, é porque há alguma coisa por trás. O ditado bem popular não está sendo ignorado pela Polícia Federal (PF) nem pelo Ministério Público Federal (MPF). Nos bastidores, indícios de fumaça apontam uma possível investigação envolvendo políticos, batizados de ‘deputados do mensalinho de 5%’, que constam em uma lista encontrada pela PF no gabinete do governador Wilson Lima.

Operação Sangria
Na 1ª fase da Operação Sangria, responsável por investigar a compra superfaturada de ventiladores pulmonares – deflagrada em 30 de junho -, os agentes da PF encontraram uma folha de anotações na mesa do gabinete do governador Wilson Lima, um dos alvo das investigações. Na lista, escrita à mão, consta o nome de oito deputados estaduais e ao lado uma anotação: ‘5%’. Todos os parlamentares na lista são da base governista: Joana Darc (PL), Roberto Cidade (PV), Carlinhos Bessa (PV), Mayara Pinheiro (PP), Therezinha Ruiz (PSDB), Saullo Vianna (PTB), Abdala Fraxe (Podemos) e Belarmino Lins (PP).

Fumaça
Informações de bastidores apontam uma possível operação da PF que investiga estes oito deputados estaduais. Por que havia uma lista com o nome deles indicando ‘5%’? São questionamentos feitos pela população do Amazonas e também pelos investigadores.

Investigação
As provas apresentadas pelo MPF na Operação Sangria são muito fortes e mostram que a cúpula do governo do Amazonas tem total conhecimento do esquema criminoso instado. Na 2ª fase da investigação, deflagrada na última quinta-feira deste mês (8), a PF prendeu uma pessoa muito próxima do governador Wilson Lima, o empresário Alencar, responsável por articular e conduzir a compra dos respiradores pelo governo do Amazonas.

Cerco montado
No avanço das investigações já aparecem provas, mensagens e ligações nos aparelhos celulares, além de sigilo telefônico quebrado e depoimentos colhidos. O cerco está começando a se fechar entre os responsáveis pela compra superfaturada dos ventiladores. Prova disso, é a tão aguardada 3ª fase da Operação Sangria. E quem será o alvo de mandado de prisão desta vez?

Deputados dos ‘5%’
A chama está começando a esquentar para o lado dos deputados estaduais do ‘5%’. Uma vez que são suspeitos de ligação direta com o governo do Amazonas, investigado pela PF. Os deputados estão enrolados até o pescoço e não se assustem quando as casas desses parlamentares forem alvos de busca e apreensão. O impeachment do governador Wilson Lima e vice foi barrado pelos deputados da Assembleia Legislativa do Estado (ALE) da base do governo que votaram pelo arquivamento do pedido. A presidente do impeachment, Alessandra Campêlo e o relator Dr. Gomes são da base do governo. Enfim, muita fumaça que está se tornando fogo para os investigadores.

Fonte: D24am.

Leia também