Idoso com hérnia de 30 kg luta há quatro anos por cirurgia

por Naief Queiroz

Um idoso, de 71 anos, foi diagnosticado com uma hérnia infra-umbilical que, atualmente, chega a pesar mais de 30 kg. Desde então, ele vem sofrendo com diversas crises de infecção e teve a mobilidade comprometida. Segundo um site de notícias do Globo, a filha do idoso relatou que a hérnia, inicialmente, era do tamanho de um limão. Há cerca de quatro anos, o idoso começou a sofrer feridas decorrentes da hérnia. Foi então que a família, que mora em Praia Grande-SP, se deu conta da existência dela.

Naquela época, a estrutura provocava febre, feridas e infecções. Desde então, a hérnia continuou crescendo. A filha do idoso relatou ainda que o pai passou por uma série de exames e foi encaminhado para diversos hospitais, até ser transferido para o Hospital Guilherme Álvaro, em Santos. No local, ele passou três anos sem receber o tratamento adequando, pois o caso não era considerado de urgência.

Apenas em agosto do ano passado foi constatado que o idoso havia contraído uma hérnia infra-umbilical lipomatosa. Naquela época, ele já precisava de um suporte para evitar novos ferimentos causados pela hérnia. Além disso, a estrutura limitava a sua mobilidade. “Ele já não faz mais nada, mal sai na rua e não consegue fazer as necessidades sem ser no banho. As crises de febre, que aconteciam uma vez por mês, agora são semanais. Ele fica dois, três dias sem sair da cama, já perdeu a vontade de viver”, contou a filha do idoso em entrevista à publicação.

A cirurgia de remoção da hérnia é a única forma do idoso voltar a ter uma vida normal. No entanto, o procedimento segue sendo adiado.

A Secretaria de Estado de Saúde de SP informou que uma equipe multidisciplinar do Hospital Guilherme Álvaro está acompanhando o idoso e entrará em contato para uma nova avaliação e definição da conduta terapêutica. De acordo com a unidade, a cirurgia requer que o paciente esteja com um quadro clínico estável.

Leia também