Presidente da Samsung morre aos 78 anos na Coreia do Sul

por Naief Queiroz

O empresário e presidente do Grupo Samsung, Lee Kun-hee, morreu neste domingo aos 78 anos, em um hospital na Coreia do Sul. A causa da morte dele não foi revelada, mas Lee já havia sofrido um ataque cardíaco há seis anos que quase ceifou suas vida.
Ele é considerado um dos maiores visionários do mundo por ter transformado a fábrica de macarrão do pai em uma das maiores potências industriais da tecnologia, sobretudo nos setores de smartphone e TVs.

Kun-hee também era um dos nomes da lista de milionários do mundo e deixa um patrimônio histórico de cerca de R$ 116,3 bilhões. O filho Jay Y. Lee, que já era vice-presidente do conglomerado agora deve assumir os negócios da família. A assessoria deles divulgou uma nota sobre a morte de Lee:

“O presidente Lee foi um verdadeiro visionário que transformou a Samsung de uma empresa local em uma inovadora, líder mundial e potência industrial. Sua declaração de 1993 de ‘Nova Gestão’ foi o motivador da visão da empresa de fornecer a melhor tecnologia para ajudar no avanço da sociedade global. Seu legado será eterno”, diz a nota.

Leia também