‘Eu sou deputado, você é cortador de cabelo’, diz deputado do PT em discussão

por Naief Queiroz

O deputado estadual Marquinho Lemos (PT) se envolveu em uma discussão no último domingo (15). Em um vídeo que circula nas redes sociais, o parlamentar aparece dentro do seu veículo batendo boca com um homem não identificado. “Eu sou deputado, só isso. E você é cortador de cabelo”, diz o petista a um homem não identificado que está discutindo com o parlamentar.

Durante a discussão, o parlamentar permanece o tempo inteiro manobrando o veículo. O homem que discute com o deputado o chama de “trouxa”, “babaca” e “idiota”. “Você é trouxa, babaca. Você acha que engana todo mundo? Você engana os outros, seu idiota”, diz. O deputado, então, rebate dizendo para o homem ir “cortar cabelo”

A discussão permanece por alguns segundos e durante todo o tempo, o homem segue xingando o parlamentar, que rebate afirmando, diversas vezes, que é deputado. Ao fim do vídeo, o parlamentar faz o comparativo das atividades profissionais. “Grande bosta. O que você ganha a mais? Por isso que você é melhor que eu? Idiota”, conclui o homem.

Confira o vídeo:

Resposta

Em nota, o deputado pediu desculpas pelo comentário feito. “O deputado esclarece que desde o momento em que chegou ao local foi alvo de ataques e ofensas de pessoas que o provocaram já com a intenção de filmar e divulgar nas redes sociais”, disse a assessoria, em nota. “Mesmo diante dessa situação, o parlamentar reconhece seu erro e pede desculpas pelo ocorrido”, reforça.

O parlamentar também divulgou um vídeo em suas redes sociais onde se desculpa pelo ocorrido. “Quero mais uma vez reafirmar a minha admiração e respeito por todos os cabeleireiros. Essa profissão que eu admiro e que tenho muitos amigos, amigas, inclusive minha irmã”, esclareceu.

O deputado alega que foi perseguido pelo homem com quem discute durante todo o dia. “Fui o tempo todo perseguido por um grupo de pessoas, principalmente liderado por esse sujeito, que é ou era o presidente do PSDB de Carbonita”, afirma. Ainda segundo Marquinho Lemos, o homem seria conhecido na cidade por tratar as pessoas de forma irônica. “Por isso naquele momento eu respondi de forma irônica a ele. Não é o meu jeito”, defendeu-se o parlamentar.

Leia também