Testemunhas contam que Flordelis faz magia negra e que igreja é para lucrar

por Naief Queiroz

Uma das testemunhas ouvidas durante audiência sobre a morte do pastor Anderson do Carmo, na ultima sexta-feira (27), contou que a pastora Flordelis, que tem sua própria igreja há 20 anos, tinha objetos de magia negra dentro da casa.

Segundo apuração do IG, se trata de uma empresária que relatou que chegou a pedir que seu filho retirasse uma mala cheia de materiais da residência. Ela contou também, que na casa havia um quarto de orações e não eram todos os filhos que tinham acesso a ele.

“Só algumas pessoas podiam entrar nesses rituais. São (rituais) para acabar casamento, fazer as pessoas ficarem cada vez mais grudadas a ela. Eles não são evangélicos”, afirmou a testemunha, complementando que a religião evangélica foi a escolhida por Flordelis porque “era a que dava dinheiro”.

Um dos filhos de Flordelis, Wagner de Andrade, que precisou trocar o nome para  Misael, também disse em depoimento que a pastora usava mel, açúcar e alguidar para aproximar famílias de sua casa.

Uma outra testemunha, que não teve o nome divulgado, disse que a família da deputada participavam de uma seita, e que nada tinha relação com o que é descrito na bíblia.

Leia também