Cliente de bar relata constrangimento em comentário de “Moça do peitão” descrito na conta

por Naief Queiroz

Ao pedir a conta em um bar, a estilista Patrícia Melo, de 42 anos, moradora do Rio de Janeiro, levou um desagradável susto. Na comanda, uma observação indelicada chamou a atenção da mulher. Entre os itens consumidos havia uma referência aos traços físicos da cliente: “Moça do peitão”.

Patrícia expôs nas redes sociais o ocorrido. Em uma postagem publicada neste mês, a mulher afirmou: “Ontem eu resolvi fazer um passeio com meu marido e amigos em Petrópolis/RJ, num conceituado restaurante, para curtirmos o domingo e comemorar o aniversário de um dos amigos e sofri um constrangimento na hora de pagar a conta. Um verdadeiro absurdo como mãe, mulher, consumidora e um assédio para mim como cliente”.

A mulher ainda fez um apelo: “Minha indignação é por mim e por tantas mulheres que sofrem diariamente tais abusos e simplesmente se calam. Eu não tenho que me calar. Você não tem que se calar. O desrespeito bate a nossa porta. Não brinque. Nem ache engraçado. Podia ser com você”.

Em um dos vídeos, Patrícia conta que o caso está sendo acompanhado por um advogado.

O que diz o bar

Ao G1, a Ambev, empresa responsável pelo bar, informou que tem reforçado o treinamento de toda a equipe para que situações como essa não se repitam e que adotou “as medidas cabíveis com os colaboradores envolvidos”.

A empresa ainda ressaltou: “Assim que soubemos do ocorrido conversamos com a cliente para pedir desculpas. Lamentamos profundamente pela ocorrência dessa situação – que não reflete o respeito, que é um dos nossos principais valores – e reforçamos publicamente nosso pedido de desculpas”.

“Informamos ainda que apuramos internamente o caso e adotamos as medidas cabíveis com os colaboradores envolvidos, bem como estamos reforçando os treinamentos com toda a equipe para que situações assim não voltem a ocorrer”, encerrou a Ambev.

Leia também