Flordelis: tornozeleira eletrônica chama atenção em reunião

por Naief Queiroz

No dia em que Cláudio Castro (PSC) abriu os jardins do Palácio Guanabara para receber os apoiadores de Arthur Lira (PP) à presidência da Câmara dos Deputados, Floredelis (PSD-RJ) chamou atenção, apesar do figurino discreto.

Quando cruzava as pernas, a parlamentar mostrava a tornozeleira eletrônica — que é obrigada a usar por ser acusada de envolvimento no assassinato do marido, o pastor Anderson do Carmo.

Pitadas de constrangimento, só superadas quando a moça — que ainda é deputada, mas está na ordem do dia da Comissão de Ética da Câmara — pediu a palavra.

Flordelis agradeceu a Arthur Lira (PP-AL), que “nunca a discriminou pelas injustiças” das quais ela se diz vítima.

Leia também