Vacinação em Manaus é suspensa após denúncias de fila sendo furada

por Naief Queiroz

A vacinação de profissionais da saúde em Manaus (AM) foi temporariamente suspensa nesta quinta-feira (21/1). Segundo o Ministério Público Estadual (MPE-AM), a decisão foi motivada pela falta de transparência na vacinação e após denúncias de que doses da vacina estavam sendo desviadas para serem aplicadas em pessoas fora do grupo prioritário.

A suspensão da campanha foi definida pelas secretarias de saúde de Manaus e do Amazonas, após uma reunião na noite de quarta-feira (20/1) com órgãos de controle do estado: Ministério Público Estadual, do Ministério Público Federal, da Defensoria Pública Estadual, da Defensoria Pública da União e do Ministério Público do Trabalho.

A Secretaria Estadual de Saúde apresentará, até as 13h, a lista dos trabalhadores de saúde que serão vacinados com prioridade, por unidade que preste assistência a pacientes de covid-19.

O Amazonas recebeu 282 mil doses da vacina enviadas pelo Ministério da Saúde. A quantidade é suficiente para atender a 53% do grupo prioritário que compõe a primeira fase da vacinação.

Leia também