Aeronave utilizada por Wilson Lima é operada pela empresa que venceu licitação de R$ 26,5 milhões

por Naief Queiroz

Nesta semana, o governador do Amazonas Wilson Lima foi flagrado utilizando um jatinho executivo mesmo após a determinação da justiça do Amazonas que suspendeu o uso da aeronave e restringiu apenas para ações específicas de combate à pandemia de Covid-19 no resguardo de vidas humanas. A aeronave utilizada pelo governador é operada pela empresa Rico Táxi Aéreo Ltda., a mesma empresa que teve licitação suspensa de R$ 9,3 milhões e venceu recentemente duas licitações no valor total de R$ 26,5 milhões.

Jatinho

Na quinta-feira (25), os deputados Wilker Barreto e Dermilson Chagas denunciaram através de um vídeo que registrou o governador utilizando o jatinho executivo na última semana. A aeronave mostrada no vídeo é de propriedade da Lugarfix sociedade anônima e de acordo com informações anônimas é operada pela Rico Táxi Aéreo Ltda., a mesma empresa que venceu as duas licitações no valor total de R$ 26,5 milhões. O uso da aeronave foi suspenso pelo conselheiro Ari Moutinho Júnior do Tribunal de Contas do Estado (TCE-AM) em 12 de fevereiro.

Luxo

O Tribunal de Justiça do Amazonas (TJAM) concedeu uma liminar suspendendo no início de fevereiro, a homologação do Pregão Eletrônico nº 1032/2020 do Governo do Amazonas com a empresa Rico Táxi Aéreo para contratação de aeronave de luxo tipo jato executivo no valor de R$ 9,3 milhões para realização de voos estaduais, interestaduais e internacionais. O Estado ainda tentou reverter a decisão com pedido de agravo de instrumento que foi negado pelo desembargador Anselmo Chíxaro.

Pregão Eletrônico

Esta coluna denunciou em 18 de fevereiro que mesmo com a determinação do Tribunal de Justiça do Amazonas (TJAM) em suspender a contratação do jatinho executivo, o Centro de Serviços Compartilhados (CSC) abriu e realizou dois pregões eletrônicos para contratação de aeronaves, nº 069/2021 e nº 072/2021, com os valores de R$ 17,21 milhões e 9,36 milhões, respectivamente. De acordo com o Portal E-Compras no dia 25 deste mês seria promovido mais um Pregão Eletrônico nº 085/2021 para contratação de aeronave utilitário executivo, mas após a repercussão da matéria, essa licitação foi suspensa.

Coincidência

As duas empresas contempladas nos pregões eletrônicos apresentaram o mesmo endereço, o da Rico Táxi Aéreo Ltda., localizada no bairro Tarumã. Isso aconteceu porque a CSC solicitou o endereço para realizar uma inspeção técnica no dia 25 de fevereiro, essa seria a etapa final para declarar a empresa vencedora do pregão. Nesta sexta-feira (26) após visita técnica, a equipe responsável pelos pregões eletrônicos nº 069/2021 e nº 072/2021 declararam encerrado as licitações. Ou seja, a empresa Rico Táxi Aéreo foi contemplada vencedora nos dois contratos que somam R$ 26,5 milhões.

Suspeitas

Após diversas denúncias em relação ao uso das aeronaves pelo governador Wilson Lima, os deputados estaduais Wilker Barreto, Dermilson Chagas e Delegado Péricles, pediram através de um requerimento informações da Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC) e Secretaria de Estado da Casa Militar sobre o uso de um jatinho para viagens. O objetivo é confrontar os voos realizados pelo governador, mesmo com a determinação da Justiça de suspender o contrato de aluguel da aeronave.

Fonte: D24am.

Leia também