Karol Conká diz que é nova Carminha e se arrepende de ter entrado no BBB21

por Naief Queiroz

Karol Conká participou do Mais Você desta quarta-feira (24) e comentou sua passagem polêmica pelo BBB21.

Eliminada com 99,17% dos votos, Karol disse ser a nova “Carminha [personagem de Adriana Esteves na novela Avenida Brasil]”. “ Sou a nova Carminha ou Nazaré. Pretendo melhorar, mas friso que essa vilã não é real aqui do lado de fora. Não teria conquistado sendo uma pessoa má e injusta. Eu me passei, né, Brasil. Reconheço meu erro e apenas melhorar”, afirmou.

Karol disse que se perdeu no jogo e que situações da casa lhe despertaram gatilhos pessoais. “Não sou acostumada a viver com pessoas diferentes em uma casa isolada. Tenho problemas pessoais que acabaram explodindo dentro da casa, se soubesse tinha procurado um tratamento antes. São traumas, são gatilhos despertados com situações ali. Com Lucas eu lembrava de momentos com meu pai. Ele não tem nada a ver. Não aprendi a resolver as coisas com carinho. Tenho uma cabeça pouco diferente de pensar. Isso não justifica nada, são coisas minhas”, explicou.

Sobre a briga com Carla Diaz, Conká admitiu ter errado: “Passei vergonha em rede nacional. Bem agressivo a forma que falo. Realmente acreditei naquilo e tiveram pessoas dizendo que ela estava olhando diferente. Infelizmente acabei explodindo. Não aceitei o fato de sentir ciúmes e é coisa de gente controladora. Estava me sentindo carente e ele demonstrou bastante interesse. Fui completamente boba e dissimulada”.

“Fui loucona no rolê. Me passei. Acreditei em algo que não existia. Cheguei a falar com ela. Óbvio que estava com álcool na cabeça. Sinto muito. Peço perdão para todo Brasil, para o Bil, para a família dele, a Carla e a família dela. Sinto muito”, continuou.

Ana Maria disse que Karol “esculachava” Juliette, mas Karol negou ter sido xenofóbica. “No começo não gostava dela. Nada contra o sotaque dela, jamais. Eu acho incrível. Me irritava ela falar muito alto e [falas] desconexas com a situação. A gente chegou a se estranhar em uma brincadeira com o Bil. As pessoas costumavam falar que ela era louca, eu era a louca, o Gil. O lance da Juliette era de ela falar em cima. Ela foi se equilibrando. Tenho nada contra ela”.

Por fim, ela afirmou ter se arrependido de entrar no reality: “Me arrependo de vir ao BBB. Se soubesse que ia chegar toda estragada, o Brasil não merece esse entretenimento, minha família sendo ameaçada por pessoas sem noção. Me descontrolei, mas não sou dessa forma aqui fora. Além de reconhecer meu erro, é entender que tenho sanidade suficiente e procurar ajuda psiquiátrica. Logo isso tudo vai passar e vão entender que lá é um jogo e aqui minha vida. Aquela vilã ficou lá dentro”.

Leia também