Laboratório indiano diz que poderá exportar vacina ao Brasil nesta semana

por Naief Queiroz

Nesta terça-feira (9), a  farmacêutica Bharat Biotech, da Índia, disse que provavelmente exportará sua vacina contra Covid-19 para o Brasil e para os Emirados Árabes Unidos nesta semana. A vacina foi aprovada na Índia para uso emergencial, sem apresentar dados de eficácia de um teste de estágio avançado.

Segundo a Reuters, uma porta-voz da Bharat Biotech confirmou à agência que haverá exportações aos dois países e que elas poderiam começar nesta semana. A mídia indiana já havia publicado a informação.

A Bharat Biotech já forneceu milhões de doses da Covaxin, desenvolvida com o estatal Conselho Indiano de Pesquisa Médica, à campanha de inoculação do governo – que também está empenhado em exportar vacinas feitas localmente como parte de uma investida diplomática..

Os resultados de um teste com 25.800 participantes da Índia serão divulgados em março. No entanto, a agência reguladora de medicamentos do país considera a vacina segura e eficaz, apesar de críticas de médicos e especialistas de saúde. Um estudo com 26 participantes mostrou que a Covaxin é eficaz contra a variante britânica do coronavírus.

A Bharat Biotech também pediu autorização para realizar um teste de estágio avançado da Covaxin no Brasil. A empresa ainda pediu autorização de uso emergencial nas Filipinas.

Leia também