Menina é estuprada por obreiro dentro de igreja e pastor acoberta tudo, em Manaus

por Naief Queiroz

 Na manhã desta sexta-feira (12), um homem de 34 anos, que atuava como obreiro de uma igreja, foi condenado e preso por equipes da Delegacia Especializada de Proteção a Criança e ao Adolescente (Depca) por estuprar uma menina de 13 anos que frequentava a congregação junto com a família.

De acordo com mas investigações da Depca, o estupro ocorreu dentro da igreja e o pastor da congregação sabia e não comunicou a mãe da vítima.

O caso foi descoberto depois que fiéis da congregação contaram para a mãe da vítima que o acusado estava sendo disciplinado pelo pastor da igreja pelo crime.

“Outros fiéis tinham conhecimento, o pastor da igreja estava disciplinando o obreiro, mas ninguém tinha relatado o fato para mãe, tampouco tinha informado à autoridade policial para que ele respondesse pelo crime”, explica a delegada Joyce Coelho.

A adolescente foi estuprada mais de uma vez e chegava a ser perseguida pelo acusado. A esposa do suspeito também ameaçava e culpava a menor pelo crime.

Os abusos ocorreram em 2016, mas só vieram à tona em 2017. Na época, o obreiro foi levado para a delegacia, mas respondeu o processo em liberdade. Em janeiro deste ano, ele foi julgado e condenado a 9 anos e 6 meses e acabou preso na própria casa nesta manhã.

Leia também