Connect with us

Amazonas

Na terça-feira, trabalhadores vão até a ALE pedir o impeachment de Wilson Lima

A Assembleia Legislativa do Estado (ALE) está sendo o local escolhido para a realização de manifestações de trabalhadores inconformados com a ingerência do governador do Estado, Wilson Lima. Nesta semana, já foram duas manifestações, dos feirantes e trabalhadores da informalidade que solicitaram ajuda efetiva do Estado e também, dos motoristas de aplicativos que pediram a redução do valor da gasolina. As duas manifestações solicitaram o impeachment do governador do Amazonas e alternativas para a restrição do comércio que afeta diretamente a renda e principalmente, a alimentação da família.

Empreendedores
Há um mês sem trabalhar por conta do fechamento do comércio em razão da pandemia de Covid-19, trabalhadores, comerciantes, microempreendedores e profissionais autônomos, gritaram por ajuda aos deputados estaduais em frente a ALE. Segundo eles, desde o ano passado, no início da pandemia, ninguém da categoria recebeu auxílio do governo estadual, apenas do federal.

Esquecidos
Os manifestantes que se sentem esquecidos pelo Governo do Amazonas pediram a reabertura das atividades comerciais em Manaus e auxílio aos trabalhadores informais. De acordo com Marquinho Maia, presidente da Associação dos Vendedores Ambulantes do Comércio Informal do Estado do Amazonas (Avacin), falta ajuda efetiva do governo do Estado. “Na última manifestação foi nos prometido auxílio e até agora nada! Queremos que Wilson Lima verifique o auxílio para os trabalhadores informais. Temos muitos colegas em situação de extrema necessidade”, disse.

Autônomos
Os motoristas de aplicativos também estiveram na ALE realizando uma manifestação contra o aumento abusivo no preço dos combustíveis no Amazonas. A categoria também solicitou que seja flexibilizado algumas medidas de restrições do comércio em Manaus que acabaram reduzindo drasticamente a procura pelo serviço de transporte privativo.

Combustível
No início desta semana, a Petrobras anunciou um novo reajuste no valor dos combustíveis como gasolina, diesel e até gás de cozinha. O reajuste passou a valer desde a última terça-feira (9) em todos os Estados brasileiros. O valor do combustível no Estado já é considerado ‘alto’ por muitos motoristas, com o acréscimo, já é possível encontrar gasolina em Manaus por R$ 4,71 e até a cima de R$ 5,00. Um preço abusivo!

União de todos
Revoltados com a postura e descaso do governador do Amazonas, Wilson Lima, as categorias afetadas pelas decisões do governo, que não busca alternativas para os trabalhadores, vão estar unidos em uma grande manifestação marcada para terça-feira (16), pela manhã, em frente a ALE. Eles prometeram cobrar os seus direitos enquanto cidadão, auxílio do governo do Estado e o principal, o impeachment do governador.

*Jornalista e apresentador do AMAZONAS DIÁRIO

Fonte: D24am.

Advertisement
Advertisement
Advertisement

Leia Também

Copyright © 2021 Observatório Manaus - Desde 2012