Gasolina pode custar R$ 6 e o governo Wilson Lima não fala uma palavra sobre diminuir o ICMS

por Naief Queiroz

A população do Amazonas sofre mais um golpe, o novo reajuste dos combustíveis anunciado nesta segunda-feira (1º) pela Petrobras de 4,8% na gasolina e 5% no diesel. O Governo Federal encaminhou uma Lei ao Governo do Amazonas para diminuir a incidência de impostos federais nos combustíveis e até agora não houve respostas. Neste ano foram sucessíveis aumentos que levaram os manauaras para frente da Assembleia Legislativa do Estado (ALE) para pedir uma resposta dos parlamentares sobre a redução do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS).

ICMS dos combustível
Há alguns dias o debate sobre o ICMS dos combustíveis foi levantado novamente na ALE-AM pelo deputado estadual Josué Neto que solicitou em tribuna que o Governo de Wilson Lima começasse a estudar um plano para reduzir o tributo. “O Governo Federal já encaminhou uma Lei para diminuir a incidência de impostos federais nos combustíveis e o Governo do Estado está calado. Não é para dizer que vamos anular os impostos mas para debater a redução de 1% ou 2%, sabe por quê? O povo está sem esperança. Mas não é para enganar o povo, é para começar a discutir a diminuição”, disse.

Novo aumento
Nos últimos dias o Amazonas está sendo impactado pelos aumentos constantes no preço da gasolina, diesel e gás de cozinha que terá mais um acréscimo, segundo anunciou a Petrobras nesta segunda-feira (1º). O novo reajuste nas refinarias será de 4,8% na gasolina e 5% no diesel, o que significa um aumento de R$ 0,12 no preço da gasolina para R$ 2,60 por litro e um acréscimo de R$ 0,13 no diesel para R$ 2,71 por litro. O reajuste passa a valer nesta terça (2).

Gás de cozinha
Outro produto muito utilizado pela população durante a pandemia de Covid-19 que fez as pessoas ficarem mais tempo em casa, foi o gás de cozinha (GLP) que também sofrerá reajuste. Segundo a Petrobras, para as distribuidoras passará a ser de R$ 3,05 por kg sendo a R$ 39,69 por 13kg, refletindo um aumento médio de R$ 0,15 por quilo, equivalente a R$ 1,90 por 13kg. Um absurdo!

Gasolina
Apenas neste ano de janeiro a março de 2021, o preço da gasolina aumentou 42% e o diesel 34% nas refinarias. Com este novo reajuste anunciado, a alta nas bombas de gasolina passará a ser de 14%. Isso motivou diversas manifestações de profissionais autônomos, empresários, amazonenses e principalmente os trabalhadores do transporte privado de passageiros por aplicativo. “Será que vai passar um ano para resolver isso? A população está sofrendo com tudo, perdendo emprego, diminuição do salário, muita gente desempregada e passando fome, mas continuam a pagar os impostos. É possível fazer agora, senhor governador. Não pode esperar para tomar uma decisão que tem que ser agora”, finalizou o deputado Josué Neto.

Fonte: D24am.

Leia também