Sem eventos culturais em 2021, Governo do Amazonas gasta mais de R$ 12,8 milhões

por Naief Queiroz

Em 2020, no primeiro ano da pandemia de Covid-19, o governo do Amazonas gastou com cultura e eventos mais de R$ 74 milhões. Apesar de todo esse volume de recurso público destinado a políticas culturais e artísticas, diversos trabalhadores do meio se viram abandonados. No final do ano, um grupo grande de cantores, artistas e funcionários que trabalham em casas de eventos na capital amazonense foram para frente da sede do Governo do Estado para pedir que o governador permitisse que eles trabalhassem, já que nenhuma assistência era oferecida. Em 2021, ainda atravessando os efeitos da pandemia de Covid-19, o Governo de Wilson Lima gastou nos dois primeiros meses com cultura mais de R$ 12,8 milhões. Com o que está sendo gasto esse dinheiro?

Cultura
O Governo do Amazonas por meio da Secretaria de Estado de Cultura e Economia Criativa (SEC) possui um contrato com a Agência Amazonense de Desenvolvimento Cultural (AADC) para gestão de recursos humanos, administrativos, financeiros, de infraestrutura e gestão dos espaços culturais, administração dos recursos oriundos da exploração comercial e bilheteria, apoio na execução de políticas culturais e artísticas, repasse de recursos financeiros e operacionais, projetos e programas artísticos e culturais desenvolvidos pelo Governo do Estado através da SEC.

Milhões
Neste contrato com a AADC, o Governo do Amazonas gastou em 2019 no primeiro ano de gestão do governador Wilson Lima mais de R$ 91,73 milhões. No ano passado, o mesmo da chegada da pandemia de Covid-19 no Estado, foram gastos mais de R$ 74 milhões. Um valor bem expressivo, já que grande parte do ano os eventos e casas de shows permaneceram fechadas por causa dos decretos do governo do Estado. Somando, nos dois primeiros anos de gestão de Wilson Lima foram gastos mais de R$ 165,7 milhões.

Pandemia
A pandemia de Covid-19 chegou no Amazonas no início de 2020, mesmo assim, o Governo do Estado gastou R$ 74 milhões com cultura. No ano de 2021, onde ainda enfrentamos restrições severas por causa das medidas de proteção contra a propagação do vírus, o Estado pagou à AADC no dia 27 de janeiro R$ 6,9 milhões e empenhou em fevereiro mais de R$ 5,8 milhões. Somando os dois primeiros meses deste ano, o governo de Wilson Lima comprometeu mais de R$ 12,8 milhões de recursos públicos que poderiam ser gastos com auxílios aos profissionais da área, cestas básicas, aluguel social para quem está em situação de vulnerabilidade, entre outras mil possibilidades. Mas, com o que especificamente foi gasto esse dinheiro? Já que este ano foi iniciado em lockdown?

Abandono
No final do ano passado um grupo grande de profissionais da música, donos de estabelecimentos de entretenimento e trabalhadores da área foram para frente da sede do Governo do Amazonas pedir ao governador Wilson Lima a reabertura das atividades recreativas. Questionado na época sobre auxílio do Estado, um locutor disse que é difícil. “Não temos acesso, é uma burocracia para chegar lá. Os secretários dessa pasta pedem tanto documento”, disse.

Fonte: D24am.

Por: Alex Braga

Leia também