Connect with us

Amazonas

Bolsonaro vem ao Amazonas e ‘encara’ Wilson Lima

O presidente Jair Bolsonaro estará nesta sexta-feira (23), em Manaus na inauguração do pavilhão de feiras e exposições do Centro de Convenções do Amazonas. No evento, o governador ficará de frente com o governador do Amazonas Wilson Lima, alvo de pedidos de impeachment e investigado em inquérito do Superior Tribunal de Justiça (STJ) instaurado para apurar superfaturamento na gestão do combate a pandemia da Covid-19 no Amazonas.

Nos últimas semanas, o presidente Bolsonaro tem adotado discurso crítico a governadores acusados de mal uso de recursos públicos federais para Saúde.

Logo após inclusão de governadores e prefeito na Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Pandemia no Senado Federal, o autor da proposta de criação de comissão, senador Randolfe Rodrigues (Rede) revelou intenção de ouvir Wilson Lima.

Gupos de apoiadores de Bolsonaro iniciaram mobilização em redes sociais para recepcionar o presidente na cidade (Foto: Fábio Rodrigues Pozzebom/ABr)

Em declaração ao colunista do ‘O Globo’, jornalista Lauro Jardim, Rodrigues sugeriu que a investigação da CPI comece pelo Amazonas. “Pode começar ouvindo o governador do Amazonas”, disse.

No Estado, Wilson Lima tem muito a explicar, começando pela compra de respiradores mecânicos em uma loja de vinhos, passando pelo contrato de aluguel de um hospital de campanha, sem esquecer, ainda, dispensas de licitações e contratos suspeitos que fizeram parte do relatório da CPI da Saúde – finalizada em setembro do ano passado na Assembleia Legislativa do Estado (ALE).

Ainda sobre o assunto, o jornalista Cláudio Humberto, pontuou que a crise no Amazonas pode virar um trunfo do governo federal. “Governistas avaliam que vai ser possível demonstrar na CPI que recursos não faltaram para o Amazonas, nem para os municípios. No total, para o Estado, o governo federal destinou R$1,4 bilhão, dos quais R$487 milhões serviram para ações vinculadas à luta contra pandemia e R$890 milhões para compensar perdas fiscais”, escreveu.

Em relação a presença do presidente em Manaus, deste o início da tarde de ontem, grupos de apoiadores de Bolsonaro iniciaram mobilização em redes sociais para recepcionar o presidente na cidade.

Protesto

Por outro lado, nesta quinta-feira (22), um grupos de pessoas agraciadas por medalhas oferecidas pela Assembleia Legislativa do Estado (ALE) decidiram devolver a comenda em protesto à decisão do parlamento estadual de conceder, na última terça-feira, 20, o título de cidadão do Amazonas ao presidente Jair Bolsonaro. Um dos que devolveram medalha foi o professor aposentado da Universidade Federal do Amazonas (Ufam), Menabarreto França.

Nesta sexta-feira, representantes de entidades da sociedade civil prometem fazer uma manifestação contra o presidente Jair Bolsonaro em frente à sede da ALE.

Fonte: D24am.

Advertisement
Advertisement
Advertisement

Leia Também

Copyright © 2021 Observatório Manaus - Desde 2012