Deputada que esconde nas redes sociais ser líder de Wilson Lima, pode perder seu mandato

por Naief Queiroz

Conhecida nos corredores, salas, espaços e principalmente no Plenário Ruy Araújo da Assembleia Legislativa do Estado (ALE), como protetora ferrenha do Wilson Lima, a deputada estadual Joana Darc pode ter mandato cassado por acusar em sessão plenária um colega parlamentar de comprar votos nas eleições para a nova Mesa Diretora. O que vai ser de Lima, sem sua líder do governo para defender seus interesses?

Acusação

No final do ano passado, durante votação para eleição da nova Mesa Diretora da ALE que ocorreu após a aprovação de uma Proposta de Emenda à Constituição (PEC) que alterou as regras para eleição, permitindo adiantar a escolha que só poderia ser na última reunião ordinária do ano, o deputado Roberto Cidade foi eleito com 16 votos contra oito. “O deputado Roberto Cidade foi atrás de comprar votos dos colegas deputados estaduais. E eu digo o valor, porque ele não chegou a falar comigo, mas aqui todo mundo fica sabendo das coisas. O voto era R$ 200 mil”, acusou a deputada estadual Joana Darc.

Punição

Revoltada por não conseguir eleger a base governista para presidir a ALE por dois anos, Joana Darc não mediu as suas palavras e os deputados estaduais não aceitaram as acusações, entrando com um processo na Comissão de Ética da Casa Legislativa contra a líder do governo de Wilson Lima por decoro parlamentar. E agora Joana?

Comissão

Nesta sexta-feira (9), o deputado estadual Dermilson Chagas foi escolhido pelo presidente da Comissão de Ética da ALE, Sinésio Campos, como relator da matéria que analisa a ação contra a deputada líder do governo de Wilson Lima, por ter acusado os deputados de receberem R$ 200 mil para eleger Roberto Cidade presidente da Casa. Dermilson tem até cinco dias para elaborar parecer para que os membros da comissão apresentem emenda.

Mandato

A deputada Joana Darc que é conhecida por ser uma grande protetora do Governo do Amazonas na Casa Legislativa, está de licença maternidade após o nascimento do seu primogênito. Mas, seus colegas parlamentares ainda estão sentindo um nó na garganta após as acusações e podem acabar votando pelo afastamento da líder do governo após retornar da licença.

Grande aliada

De acordo com informações de fontes dos bastidores políticos, Joana Darc, apesar de estar de licença maternidade na Assembleia Legislativa, continua cumprindo agenda externa e estratégica com o governador do Amazonas. Mas, com medo da crescente rejeição de Wilson Lima entre a população, a deputada estadual chegou a ocultar diversas fotos que tinha ao lado do governador em sua rede social, inclusive não coloca na biografia de suas redes sociais que é líder do governo na Casa Legislativa. Será que a mesma luta em proteção ao governador, Joana terá de Lima para mexer no tabuleiro e salvar o seu mandato?

Fonte: D24am.

Leia também