Atentando contra minha vida foi citado por chefe da Diplomacia dos Estados Unidos

por Naief Queiroz

Faz oito meses que este jornalista que escreve diariamente esta coluna para você e que apresenta o programa AMAZONAS DIÁRIO sofreu um atentado contra a vida. Por que isso aconteceu? Costumo dizer em minhas colocações que nada fica debaixo do tapete e os casos de corrupção, escândalos e suspeitas serão revelados. Claro que com provas e mantendo a identidade das fontes sempre em segurança. O atentado contra a minha vida foi citado no informe anual do Departamento de Estado dos Estados Unidos sobre violações de direitos fundamentais no Brasil pelo presidente Joe Biden, dos Estados Unidos.

Atentado
São oito meses de impunidade do atentado contra a minha vida. No dia 23 de julho, após deixar a sede do GRUPO DIÁRIO DE COMUNICAÇÃO (GDC), localizada na Avenida Djalma Batista, cinco homens em um carro modelo Jeep na cor azul, bateram contra o carro em que eu estava. O grupo, que recebia apoio de outro carro na cor branca, estavam armados e, além de colidirem contra o meu veículo, ainda me agrediram e disseram que na próxima iriam me matar.

Denúncia
O programa “AMAZONAS DIÁRIO”, do GDC, transmitido pela Record News Manaus e apresentado por mim, Alex Braga, denuncia os principais casos de corrupção. Inclusive, os principais ‘furos’ jornalísticos contra a classe política do Estado. Esta coluna já denunciou diversos casos, como a lavanderia do Hospital de Campanha da Nilton Lins que funcionava em uma oficina mecânica, suspeita de fraude em processos milionários de licitações, empresas que ganharam licitação milionários e funcionavam no mesmo local, suspeitas de superfaturamento em contratos, exorbitantes quantias gastas pelo governo Wilson Lima em dispensas de licitação durante a pandemia de Covid-19, respiradores pulmonares guardados dentro de depósitos em um andar abandonado de uma policlínica, contratos milionários para aluguéis de jatinhos executivos e até iates de luxo.

Peça fundamental
O atentado contra mim, foi o atentado contra aquele que quer denunciar o que tem de errado no Amazonas. Mas, nós precisamos mostrar para o povo amazonense que assim como eu não estou sozinho, eles também não estão. Eu, toda a minha equipe e nós, vamos continuar em frente, vamos denunciar as ações e doença instalada neste desgoverno que adoece a cada dia, corroendo pouco a pouco a esperança de quem um dia acreditou na mudança transformadora. Você leitor, é peça fundamental, é o combustível que alimenta vivo todo esse trabalho que fazemos e lutamos diariamente que é levar a informação nua e crua, sem rodeios. E isso dói para muitos que tentaram e ainda tentam nos calar!

Direitos
Divulgado nesta terça-feira, 30, o informe anual do Departamento de Estado dos Estados Unidos sobre violações de direitos fundamentais no Brasil, citou ataques contra profissionais e veículos de imprensa. O presidente dos EUA, Joe Biden, citou alguns ataques contra jornalistas. “Como nos anos anteriores, os ataques físicos mais graves foram relatados em relação às reportagens locais, como o caso do apresentador de telejornais Alex Mendes Braga, que em julho (2020) foi forçado a sair da estrada em Manaus, Estado do Amazonas, atacado fisicamente e ameaçado em aparente retaliação por sua recente cobertura de suspeita de fraude em um hospital local”, aponta o informe assinado por Antonny Blinken, chefe da diplomacia do presidente norte-americano.

Fonte: D24am.

Leia também