Connect with us

Amazonas

O dia das mães mais triste das nossas vidas

O que era para ser um dia de comemoração com a família reunida para celebrar o Dia das Mães, foi um dia de tristeza e luto profundo para muitas mulheres amazonenses. Esta é a segunda vez que a data é comemorada em plena pandemia de Covid-19. Segundo o último boletim divulgado pela Fundação de Vigilância em Saúde do Amazonas (FVS-AM), são mais de 12,7 mil mortos em decorrência da infecção pelo vírus.

Mães
Neste dia 10 de maio, onde celebramos o Dia das Mães, muitas ainda choram por seus filhos que se foram por causa da pandemia de Covid-19. Além disso, muitas mães trabalham na linha de frente do combate à doença, exercendo a medicina, enfermagem e outras profissões que fazem parte da lista de atividades essenciais.

Medo

Por causa da agressividade do vírus, muitas mães sentem medo diariamente porque lidam com o vírus no ambiente de trabalho e muitas delas, sendo profissionais da saúde ou não, sofreram a perca dos seus familiares, filhos, maridos, pais, primos, amigos e também de mães.

Crise

Com a chegada da pandemia de Covid-19 no Amazonas, o sistema de saúde público que já era precário, colapsou em poucos meses. Para provar, temos as investigações contra o governo do Amazonas que apontam diversas irregularidades em contratos, prestações de serviços e até compras, como é o caso da Operação Sangria realizada pela Polícia Federal que investiga o esquema de corrupção na compra superfaturada de ventiladores pulmonares em uma loja de vinhos.

Oxigênio

Se não bastasse todos os escândalos contra o governo do Amazonas e o gestor, Wilson Lima, no início deste ano, em meados de janeiro, mais um golpe veio certeiro: a falta de oxigênio nas unidades de saúde. Com a falta do gás medicinal, muitos pacientes que tratavam a infecção por Covid-19 e de outras doenças, acabaram morrendo asfixiados.

CPI

Essa tragédia por falta de gestão do governador Wilson Lima, motivou a abertura da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Covid, no Senado Federal. Os parlamentares investigam a gestão dos governadores e os contratos realizados durante à pandemia. Na última semana, o vice-governador do Amazonas, Carlos Almeida, denunciou em entrevista que as políticas públicas adotadas por Wilson Lima transformaram Manaus em um laboratório para a criação de uma nova cepa do vírus.

Gravidade

Outro ponto muito forte da denúncia realizada pelo vice-governador, é que a atual gestão apostou na imunidade de rebanho, ignorando os protocolos de saúde e reabrindo as atividades comerciais por diversas vezes, que podem ter contribuído para o aumento considerável de novos casos e por conseguinte, o colapso na saúde. Mesmo desacreditando, o governo do Amazonas vem se preparando para a terceira onda, criando novos leitos de Unidade de Tratamento Intensiva (UTI).

Fonte: D24am.

Advertisement
Advertisement
Advertisement

Leia Também

Copyright © 2021 Observatório Manaus - Desde 2012