Connect with us

Poder

‘Tudo bandido’, diz Mourão sobre mortes em operação policial no Rio

O vice-presidente da República, Hamilton Mourão, minimizou a morte de 24 pessoas na ação da Polícia Civil ocorrida quinta-feira (6) no Rio de Janeiro. “Tudo bandido”, declarou. No confronto, um agente também foi baleado e não resistiu.

Mourão: governo espera economizar cerca de R$ 13 bilhões com a reforma das aposentadorias e pensões dos militares (Foto: Luisa Gonzalez/Divulgação))

“Entra um policial  em uma operação normal, leva um tiro na cabeça de cima de uma laje”, completou, citando detalhes de como teria começado a ação no bairro Jacarezinho, Zona Norte da capital do Estado.

“Lamentavelmente essas quadrilhas do narcotráfico são verdadeiras narcoguerrilhas, com controle sobre determinadas áreas. É um problema da cidade do Rio de Janeiro que já levou várias vezes a que as Forças Armadas fossem chamadas para intervir.”

“Problema sério da cidade do Rio de Janeiro que nós vamos ter que resolver um dia ou outro”, acrescentou Mourão.

O vice também reafirmou aos jornalistas ser um defensor do voto impresso, defendido pelo presidente Jair Bolsonaro.

“Daria segurança. Quanto tu vai no banco, você faz uma transação na maquininha ela tira um negocinho [comprovante] que você guarda e confirma a operação. Acho que poderia ser estudado”, declarou.

“O Congresso poderia debater isso. Você aperta seus dados para votação, sai um papel e você coloca numa urna. Se tiver alguma dúvida, você conta. Acho que isso não é nada demais.”

Advertisement
Advertisement
Advertisement

Leia Também

Copyright © 2021 Observatório Manaus - Desde 2012