Connect with us

Manchete

Bolsonaro afirma que vai vetar fundão eleitoral de R$ 5,7 bilhões

Na política, a polêmica nos últimos dias são as mudanças na Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) que aumenta o fundo eleitoral para o financiamento de campanhas que chegará a R$ 5,7 bilhões. Nas redes sociais, o presidente Jair Bolsonaro disse que em respeito ao povo brasileiro, irá vetar o aumento que foi aprovado no Congresso Nacional. Em meio a crise sanitária causada pela Covid-19, o valor exorbitante é um sinal de alerta para a população brasileira que sofre os efeitos diários da pandemia.

Bilhões
Na semana passada, os deputados federais aprovaram a Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) que dispõe sobre o aumento de R$ 2 bilhões no fundo eleitoral de 2022, sendo os recursos públicos distribuídos entre os partidos para financiar campanhas políticas. O fundão eleitoral ficará em $ 5,7 bilhões. Os senadores também votaram e aprovaram o ‘pequeno’ reajuste.

Valor
O valor exorbitante chamou atenção de todos, já que para as eleições municipais de 2020, o Congresso aprovou o fundo eleitoral no valor de R$ 2 bilhões. Para as próximas eleições, o valor triplicou, sendo um percentual de 185%, bem maior que a inflação no período. O cálculo para chegar ao valor, foi incluído de última hora pelos deputados federais que apresentaram uma nova regra de cálculo. A maioria dos deputados federais e senadores votaram pela aprovação do fundão eleitoral.

Presidente
Apesar da maioria apoiar o aumento do fundão, o presidente do Brasil, Jair Bolsonaro, disse em suas redes sociais que vai vetar a decisão dos deputados. “Defendemos, acima de tudo, a harmonia entre os Poderes, bem como a sua autonomia. É partindo deste princípio que jogamos, desde o início, dentro das quatro linhas da Constituição Federal. Dito isso, em respeito ao povo brasileiro, vetarei o aumento do fundão eleitoral”, disse.

Veto
Bolsonaro tem até o dia 4 de agosto para decidir se vai vetar ou sancionar o fundo eleitoral. Mas, o Congresso pode rejeitar o veto do presidente, caso junte a maioria nas duas Casas Legislativa, sendo o total de 257 votos na Câmara dos Deputados e 41 no Senado Federal.

Pandemia
Em meio ao caos instalado no Brasil com a chegada da pandemia de Covid-19, os deputados e senadores estão preocupados em aumentar os recursos pensando na campanha e consequentemente, mais ‘tempo’ na carreira pública que só a população tem o poder de conceder, através do voto.

Advertisement
Advertisement
Advertisement

Leia Também

Copyright © 2021 Observatório Manaus - Desde 2012