Connect with us

Amazonas

Vazante aumenta expectativa das vendas no comércio do Centro de Manaus

A vazante do Rio Negro trouxe para os comerciantes e empresários do centro de Manaus alívio e esperança. Ontem (21) o Rio Negro atingiu a cota de 29,30 metros, segundo a Defesa Civil. Com a descida das águas a expectativa é pelo aumento da movimentação e vendas das lojas.

(Foto: Reprodução)

A gerente de uma loja de artigos infantis, Roberta Mourão, conta que o estabelecimento já havia sofrido no início do ano, com o fechamento recomendado pelo governo do Amazonas e quando as águas atingiram as Ruas Floriano Peixoto e Eduardo Ribeiro, o período foi crítico. Por conta das pontes, as mulheres, principalmente grávidas, não iam ao local.

Para contribuir ainda mais com o retorno dos consumidores, o centro da capital recebeu ações de limpezas e revitalizações da Prefeitura de Manaus. Ação que animou os comerciantes.

A gente sentiu que a circulação nesse pedaço já voltou acontecer quando foi tirando as passarelas, o fluxo de cliente foi aumentando a gente já percebeu uma certa melhora. A gente espera que volte a normalidade, porque a gente vive de vendas, explicou a gerente.

(Foto: Reprodução)

Apesar da retirada das pontes e retorno do trajeto dos ônibus até a Praça da Matriz, para alguns comerciantes a vazante trouxe a sensação contrária de redução da movimentação.

” Diminui o fluxo de pessoas no centro pois quando estava as pontes aqui no centro as pessoas vinham visitar, era como se fosse um ponto turístico por causa da cheia recorde e diminui de 50% a 60% da população do centro está bem complicado”, lamentou o gerente de uma lanchonete, Ian Maranhão.

Com a vazante a previsão do Serviço Geológico do Brasil (CPRM) e que o Rio Negro volte ao patamar normal, abaixo dos 27 metros.

D24am

Advertisement
Advertisement
Advertisement

Leia Também

Copyright © 2021 Observatório Manaus - Desde 2012