Connect with us

Manchete

“Isso tira o sono do governador”, diz deputado sobre a CPI que quer investigar os contratos da Covid

Há mais de dois mês, deputados estaduais ignoram a proposta de instalação da CPI da Asfixia que visa investigar os responsáveis pela crise de oxigênio. O deputado Wilker Barreto, um dos parlamentares que assinou a instalação, revelou que o Governo faz qualquer tipo de manobra para convencer os deputados a não assinar.

O deputado Wilker Barreto já havia proposto uma CPI para investigar a responsabilidade do Governo do Amazonas, mas que foi retirada de pauta com a promessa de aceitação pela base do governo da CPI da Asfixia. Atualmente, a CPI conta com seis das oito assinaturas necessárias para a instalação na Assembleia Legislativa do Estado (ALE-AM).

Deputado Wilker Barreto

Para a reportagem do Portal Alex Braga, o deputado revelou que a ideia da CPI da Asfixia tira o sono do governador Wilson Lima, pois apresentou uma Emenda à CPI que pede a investigação de todos os contratos da saúde, promovidos durante a pandemia de Covid-19. “O Governo do Amazonas não quer a CPI da Asfixia, principalmente porque uma Emenda de minha autoria foi aprovada e que pede a apuração de todos os contratos de março de 2020 até a presente data. Isso tira o sono do governador”, disse.

Dos 24 deputados estaduais, apenas seis assinaram a instalação da CPI da Asfixia, sendo o propositor da investigação, Delegado Péricles, Wilker Barreto, Sinésio Campos, Dermilson Chagas, Serafim Corrêa e Ricardo Nicolau.

“Ou seja, o Governo do Amazonas faz qualquer tipo de apoio ou manobra para que oito deputados acreditem. Nós temos seis assinaturas e mesmo aqueles que assinaram, apenas eu cobro a instalação. Mesmo aqueles que assinaram não tocaram mais no assunto, parece que só assinaram para ter carta de segurança. Mas imagina, seis deputados cotidianamente cobrando uma CPI? É mais forte do que um! É impossível que mais dois deputados não se sensibilizem com o povo do Amazonas. O pavor hoje do governo é realmente uma CPI que alcance os contratos da Covid”, revelou Wilker.

Investigação da pandemia

A abertura das investigações da CPI da Asfixia podem atrapalhar os planos do governador Wilson Lima de buscar a reeleição, diminuindo a rejeição. Os trabalhos vão expor novamente todos os escândalos do Governo do Estado, como os serviços não prestados, o Hospital de Campanha, o alerta da empresa fornecedora do gás medicinal, entre outros.

Segundo Barreto, os parlamentares possuem documentos. “Temos as comprovações que Wilson Lima ignorou o alerta da White Martins (empresa de oxigênio). Nós temos documentos. Nós vamos relembrar também a questão dos respiradores. Nós temos que revelar, obviamente, quem são os culpados por essa tragédia”, disse Barreto.

A falta de planejamento do Governo do Estado também será investigada. “Vemos que não teve planejamento, o Hospital e Pronto-Socorro 28 de Agosto atendia tanto infartado quanto Covid, não tinha nenhuma seleção de porta, realmente contaminou todo mundo. Quem são os responsáveis? Quem fez esse planejamento? Quem deixou de comprar EPIs?”, questiona.

Advertisement
Advertisement
Advertisement

Leia Também

Copyright © 2021 Observatório Manaus - Desde 2012