Connect with us

Amazonas

Dulce aproveita decreto do irmão e dispensa licitação de R$ 2 milhões

A diretora do Fundo Social Manaus Solidária da Prefeitura de Manaus, Dulcinéa Ester de Almeida Motta, aproveitou o decreto de calamidade pública de dispensa de licitação baseada no art. 24, INC. V DA LEI 8.666/93 do irmão prefeito, David Almeida para contratar por R$ 2 milhões “direto”, sem licitação, a empresa Prover Promoção de Vendas Ltda. especializada na Administração, Gerenciamento, Emissão, Distribuição e Fornecimento de Cartões Magnéticos para garantir o Auxílio Operação Cheia 2021, apesar da disponibilidade de outras empresas na cidade que fazem o mesmo serviço. A informação consta no Termo de Contrato 002/2021 – FMSA.

A licitação poderia trazer a possibilidade de ver empresas que teriam um valor menor para realizar o serviço demandado pelo órgão. A empresa contratada deverá preencher os cartões com o benefício de R$ 400 que será distribuído para beneficiar as famílias vítimas da enchente, enxurradas, desmoronamentos, estados de risco e/ou fragilidade social, que estejam desabrigadas ou desalojadas e o período de vigência do contrato é de quatro meses.

Veja:

Advertisement
Advertisement
Advertisement

Leia Também

Copyright © 2021 Observatório Manaus - Desde 2012