Connect with us

Poder

“Temos o SUS, e quem tem SUS tem tudo”, diz Queiroga

O ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, retomou os trabalhos presenciais na pasta, na manhã desta terça-feira (5), em Brasília, após se recuperar da Covid-19 nos Estados Unidos (EUA).

O ministro conversou com a imprensa, na entrada do Ministério da Saúde, e falou sobre novo contrato com Instituto Butantan para aquisição de mais doses da CoronaVac pelo Programa Nacional de Imunizações (PNI). Segundo Querioga, depende do registro definitivo do imunizante na Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).

– O contrato é um documento feito entre as partes. E isso foi feito de forma emergencial. Este agente imunizante obteve o registro emergencial da Anvisa. Nós esperamos que a Anvisa conceda o registro definitivo, e, com o registro definitivo, o Ministério da Saúde considera esta ou qualquer outra vacina com registro definitivo para fazer parte do PNI – disse.

De acordo com o governo de São Paulo, o contrato com o Instituto Butantan, que produz a CoronaVac no Brasil em parceria com o laboratório chinês Sinovac, para a entrega de 100 milhões de doses do imunizante foi concluído em 15 de setembro.

– Tínhamos uma emergência sanitária. Essas vacinas foram feitas em tempo recorde, e, num primeiro momento, a Anvisa concedeu registro emergencial. Não só para CoronaVac como para vacina da Janssen – disse Queiroga.

O ministro adiantou que Brasil ainda deve receber mais de 30 milhões de doses da vacina Janssen, além das vacinas do consórcio Covax Facility e a vacina da Fiocruz. Ele assegura que o ministério “já sabe qual é o caminho” e enalteceu o Sistema Único de Saúde (SUS).

– Podem ter certeza que já sabemos qual é o caminho. Como posso assegurar para vocês? Temos o SUS, e quem tem o SUS tem tudo. Temos mais de 38 mil salas de vacinação no Brasil – declarou.

Advertisement
Advertisement
Advertisement

Leia Também

Copyright © 2021 Observatório Manaus - Desde 2012