Connect with us

Amazonas

Morre, aos 95 anos, o poeta amazonense Thiago de Mello

Morreu na manhã desta sexta-feira (14), aos 95 anos, o poeta e tradutor brasileiro Thiago de Mello. Ele faleceu na madrugada de hoje. Ainda não há informações sobre as causas da morte. Thiago de Mello é um dos poetas mais respeitados do País e completaria 96 anos no mês de março.

(Foto: Divulgação)

A informação foi divulgada por meio do twitter do escritor Sérgio Freire, com a frase “Partiu o poeta Thiago de Mello”, e confirmada nos comentários da publicação.

Amadeu Thiago de Mello nasceu em Porantim do Bom Socorro, município de Barreirinha interior do Estado do Amazonas, no dia 30 de março de 1926. Thiago é considerado um dos poetas mais influentes e respeitados do Brasil e reconhecido como um ícone da literatura regional.

Velório

O velório será realizado no Centro Cultural Palácio Rio Negro, na Avenida Sete de Setembro, 1546, Centro, com o horário a confirmar.

(Foto: Divulgação / SEC)

Luto oficial

O governo do Amazonas decretou, nesta sexta-feira (14), luto oficial de três dias pelo falecimento do poeta Thiago de Mello, aos 95 anos de idade. Um dos maiores e mais respeitados poetas brasileiros, Thiago de Mello é um expoente da cultura amazônica e deixa um importante legado para a literatura mundial.

Com obras traduzidas para mais de 30 idiomas, Thiago de Mello foi homenageado pelo Governo do Amazonas em 2021, quando artistas de diferentes segmentos se uniram para a leitura do poema “Faz escuro, mas eu canto”.

O poeta é membro da Academia Amazonense de Letras e recebeu o destaque de Personalidade Literária do Prêmio Jabuti, em 2018. O autor foi reconhecido pelo conjunto da obra, que é referência na literatura regional brasileira.

De acordo com a Secretaria de Estado da Cultura e Economia Criativa, o velório será realizado no Centro Cultural Palácio Rio Negro, na avenida Sete de Setembro, 1546, Centro, com horário a confirmar e seguindo todos os protocolos de segurança sanitária.

Advertisement
Advertisement
Advertisement

Leia Também

Copyright © 2021 Observatório Manaus - Desde 2012