Connect with us

Destaques

Funcionário é morto por chefe após tomar café fora do horário

Um homem foi morto por um colega de trabalho, que segundo a polícia seria seu chefe, após um desentendimento relacionado ao horário estipulado para o intervalo do café. De acordo com a Polícia Civil, o caso aconteceu em São Leopoldo, na Região Metropolitana de Porto Alegre, Rio Grande do Sul, na manhã desta segunda-feira (6).

Segundo o delegado André Serrão, da delegacia de São Leopoldo, o homem que teria cometido o crime havia determinado que os funcionários só tomassem café em uma determinada faixa de horário. No entanto, a vítima teria descumprido a determinação e ido ao local do café em um horário diferente, o que iniciou a discussão.

– O supervisor tinha muitos conflitos com seus funcionários. Inclusive, na semana passada, já teve um atrito com seus funcionários, em que ele tinha proibido veementemente que eles consumissem o café naquele determinado horário e, por isso, foi gerada a desavença, que culminou com esse resultado, que abalou a cidade – disse o delegado.

A vítima, identificada como Marcelo Camilo, de 36 anos, deu entrada em um hospital de São Leopoldo com um ferimento no coração causado por duas perfurações de objeto cortante e sofreu três paradas cardíacas antes de morrer. Já o autor do crime, que não teve sua identidade revelada, saiu caminhando da empresa em que os dois trabalhavam e é considerado foragido.

Imagens da câmera de segurança da empresa mostraram o momento em que a vítima saiu de uma sala com a mão no peito e cambaleando. Ele passou por um setor em que outros funcionários estavam trabalhando e saiu pela porta. Em seguida, o homem que, segundo a polícia, é o suspeito do crime foi atrás da vítima, mas não pareceu prestar socorro.

Apesar de a Polícia Civil considerar os dois como chefe e subordinado, o diretor da empresa em que ambos trabalhavam, Alexandre Ely, informou que eles seriam colegas de setor. Segundo ele, os dois haviam trabalhado juntos no sábado, quando um deu carona para o outro.

Advertisement

Leia Também

Copyright © 2021 Observatório Manaus - Desde 2012