Connect with us

Amazonas

Grupos indígenas na zona Norte de Manaus recebem serviços de saúde da Prefeitura

Em mais uma ação para o fortalecimento da oferta dos serviços de saúde nas comunidades indígenas da capital, a Prefeitura de Manaus promoveu, nesta quinta-feira, 23/6, no bairro Monte das Oliveiras, na zona Norte, uma série de atendimentos. A programação ocorreu na Associação Indígena Imakana Riai Kiwikana, que reúne 125 famílias das etnias tukano, kokama, baré, mura, kaixana, munduruku e kanamari.

Além de consultas médicas, de enfermagem e odontológicas, as equipes da Secretaria Municipal de Saúde (Semsa) ofereceram exames de glicemia, aferição de pressão arterial, testes rápidos para diagnóstico de hepatites, vírus HIV e sífilis. Também houve a distribuição de kits para higiene bucal.

O secretário municipal de Saúde, Djalma Coelho, disse que desde o início da gestão do prefeito David Almeida, a Semsa vem desenvolvendo uma série de ações direcionadas às comunidades indígenas, que contemplam serviços preventivos aos agravos e a promoção à saúde.

“O prefeito David Almeida tem se esforçado para fortalecer a promoção de saúde nas comunidades indígenas de Manaus. Uma prova desse esforço é a construção de uma Unidade Básica de Saúde na comunidade Parque das Tribos, que concentra 4,5 mil indígenas de 35 etnias, onde será oferecido atendimento diferenciado aos indígenas daquela região. E hoje demos mais um passo com a realização desta ação na zona Norte”, reforçou.

O diretor da Unidade Básica de Saúde (UBS) Sálvio Belota, Napoleão Artini, explicou que a programação foi um passo importante para colocar em prática o princípio da equidade, segundo o qual as necessidades de grupos específicos precisam ser consideradas.

“Estamos felizes em poder oferecer esses serviços hoje aqui no Monte das Oliveiras, porque estamos seguindo uma importante diretriz do SUS, que é justamente atender as demandas em saúde desses grupos indígenas”, comentou.

A líder da Associação Indígena Imakana Riai Kiwikana, Lane Kokama, enfatizou que o atendimento foi importante para os grupos étnicos que integram a associação. “O sentimento é de gratidão, porque tivemos acesso a muitos atendimentos médicos e a exames. Estou muito feliz, porque meu povo recebeu esta assistência”, disse.

A programação desenvolvida pela Semsa contou com a parceria da Organização Internacional para Migrações (OIM), que disponibilizou médicos, enfermeiros e odontólogos que apoiaram os atendimentos aos moradores do local.

Advertisement

Leia Também

Copyright © 2021 Observatório Manaus - Desde 2012